Juiz reverte condenação em caso de cyberbullying via MySpace

O juiz dos Estados Unidos George Wu concedeu liminar nesta quinta revertendo a decisão de prisão de Lori Dres, acusada em episódio de cyberbullying, que resultou na morte da adolescente Megan Meier, de 13 anos, em 2006. A menina se suicidou após ser atormentada através de um perfil falso, criado por Lori, na rede social MySpace.

Wu julgou que a petição do estatuto anti-hacking feita pelo procurador era seletiva e vaga. Ele afirmou que sua decisão de reverter a condenação por três acusações de má conduta ao ter acessado outro computador sem autorização seria mantida como liminar até que um parecer seja emitido sobre o caso de cyberbullying.

Reprodução, Megan Meier Foundation  / 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s