Os número do Grêmio em semifinais de Copa Libertadores são excelentes. Em doze participações, o Tricolor chegou à sua sétima semifinal. Nas seis anteriores, emquatro ocasiões o time de Porto Alegre chegou à final da principal competição continental.

Em 1983, o Tricolor passou por América de Cali e Estudiantes no triangular semifinal da Libertadores. Na decisão, superou o Peñarol e conquistou sua primeira Libertadores em um dramático 2×1 no Olímpico, gol de César quase no final do jogo.

Em 1984, o Flamengo e o Mérida foram os adversários no triangular semifinal. Porém desta vez, o Grêmio caiu na decisão ao perder para o Independiente por 1×0 em pleno Olímpico.

Em 1995, o Tricolor pegou a zebra EMELEC, do Equador e não deu moleza: 0x0 em Quito e 2×0 no Olímpico. Na final, um 3×1 seguido de 1×1 fora garantiu o bicampeonato da Libertadores sobre o colombiano Nacional de Medellín.

No ano seguinte, o América de Cáli derrubou o Grêmio nas semifinais. 1×0 no Olímpico, gol de Luís Carlos Goiano, foi seguido por um 3×1 de virada em Cáli, em um jogo que o zagueiro Jorge Bermúdez se tornou o algoz gremista com dois gols. Mas não adiantou nada, pois nas finais o River Plate superou o time colombiano na última grande conquista do craque uruguaio “Don” Enzo Francescoli.

Seis anos depois, o confrontamento polêmico contra o Olímpia, do Paraguai. No primeiro jogo, 2×1 para o time paraguaio em Assunção. Na partida de volta, o Grêmio venceu por 1×0, teve um gol anulado de forma equivocada e o jogo foi para os pênaltis. Na decisão, brilhou o goleiro paraguaio Tavarelli que pegou a penalidade de Rodrigo Fabri e garantiu a classificação do Olímpia, futuro campeão do torneio.

Em 2007, a última semifinal foi contra o Santos. No primeiro jogo, a equipe treinada por Mano Menezes aproveitou a força do fator local e os erros da zaga santista para fazer 2×0, gols de Tcheco e Carlos Eduardo. Na partida de volta, um golaço de Diego Souza praticamente selou o destino, mas o Santos fez três gols e quase tirou o Tricolor da finalíssima. Porém na decisão, nada impediu o Boca Juniors de sagrar-se heptacampeão continental, com um show particular de Riquelme.

Os números estão aí.
O destino e a qualidade irão indicar o vencedor nesta noite..

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s