Entrevista com o Administrador de www.mandrivabrasil.org, a Comunidade da Mandriva em Língua Portuguesa, Manoel Pinho

 

> Há quanto voce usa o Mandriva Linux ?
Mais ou menos desde o início de 2005, logo depois que a Mandriva sugiu,
a partir da fusão da Mandrakesoft com a brasileira Conectiva.

Antes eu fui usuário do Conectiva Linux, em quase todas as versões,
vindo antes do Red Hat Linux e antes ainda do Slackware e do FreeBSD.

> O que lhe trouxe ao Mandriva Linux ?
Quando o Conectiva Linux deixou de existir e o Mandriva Linux surgiu, já
conhecia a grande similaridade entre as duas distribuições pelo
parentesco comum com o Red Hat Linux e a troca me pareceu a mais fácil e
sensata. O Mandriva Linux manteve o capricho no uso como desktop, tinha
uma boa personalização do KDE (meu ambiente preferido) e um bom suporte
ao poruguês do Brasil, tal como o CL, e tinha como vantagem o Mandriva
Control Center, que já conhecia do Mandrake Linux.

Sempre tive predileção por distribuições baseadas no Red Hat e sempre
preferi o KDE, o que me fez descartar várias outras distribuições. O
Mandriva Linux foi a escolha para mim mais correta e fácil.

> Voce usa a Mandriva no seu trabalho?
Sim, em diversas máquinas e há vários anos, e foi a distribuição
escolhida por nossa equipe pela excelente adaptação para uso como
desktop e pela praticidade e simplicidade de instalação e configurações
de forma gráfica usando o MCC.

> Qual a sua opinião acerca da existência de tantas distros diferentes?

Sou a favor da diversidade de distribuições e acho que isso não é uma
fraqueza do linux, mas justamente a sua força. Mas também acho que há
muitas distribuições redundantes, que não acrescentam muita coisa e que
na verdade nem deveriam ser chamadas de distribuições porque são  meras
remasterizações de outras distribuições.

Há muita confusão entre os termos remasterização e distribuição. Uma
distribuição tem que ter algum grau de diferença significativo para ser
chamada como tal.

> Qual nivel de compromisso dos usuários da MandrivaBrasil?
Ainda não é o ideal mas tem melhorado bastante nos últimos meses. Há
vários usuários muito participativos, embora ainda seja uma fração
pequena de uma comunidade ainda comparativamente pequena diante da
qualidade da distribuição.

É natural que uma pequena percentagem participe efetivamente. Talvez o
que esteja errado é que o Mandriva Linux ainda tenha uma popularidade
não ideal no Brasil, apesar de ser mais popular em outros países. Houve
uma grande perda de usuários na transferência da Conectiva para a
Mandriva por falta de informação e marketing.

> Como começou a MandrivaBrasil? Anedotas, enfim o q vc quiser contar
Quando era usuário do Conectiva Linux, nos últimos anos foi criado um
site/fórum que reunia a comunidade de usuários brasileiros da
distribuição e participei bastante dele, porém não como administrador ou
moderador. Com o surgimento da Mandriva e o fim do Conectiva Linux esse
site/fórum foi encerrado e por muito tempo não aparecia nenhum site ou
fórum especializado no mandriva Linux em português.

Decidi então criar um site com notícias, artigos e um fórum sobre o
mandriva Linux em 05 de março de 2006 , inicialmente sozinho e depois
com a ajuda do Douglas Tabajara no início de funcionamento. Hoje sou eu
sozinho que administro tudo.

> O q vc acredita ser a principal caracteristica da MandrivaBrasil?
Pelo fato do Mandriva Linux geralmente ser bastante fácil de instalar e
usar, é também uma das principais escolhas para iniciantes no Linux e
recebemos muita gente que comprou notebooks com o Mandriva Linux
pré-instalado. Mas mesmo assim temos o máximo de boa vontade em ajudar
as pessoas no fórum, até para compensar a falta de informação em
português e mesmo em outras línguas que ainda existe fora das
comunidades de usuários do ML.

Sou bastante metódico na categorização dos tópicos e reforço toda hora o
bom uso do fórum como um banco de conhecimento que vai servidor para a
consulta por outras pessoas.

Gostaria de ter mais artigos mas infelizmente ainda não tenho muita
ajuda neste sentido e falta-me tempo para escrever artigos.

> Pensasse alguma vez em contribuir para outras comunidades? e como a
> MandrivaBrasil pode ajudar em outras comunidades?
Arranjar tempo é complicado e então eu preferi me concentrar onde domino
mais o assunto e ainda há grande carência de informações, no caso sobre
o Mandriva Linux.

> Vc tem planos para o futuro da MandrivaBrasil? Quais?
Não faço planos porque é complicado contar com a ajuda de pessoas de
forma não remunerada e porque à medida que envelhecemos assumimos mais
compromissos e, como isso, o tempo para colaborar tende a diminuir cada
vez mais.

Mas acho que nossa comunidade irá crescer lenta mas progressivamente e
com o tempo aparecerão mais pessoas dispostas a ajudar e com isso
poderemos oferecer maiores funcionalidades.

> Acredita q os problemas advindos da mudança do nome Mandrake para
> Mandriva, tenha sido superados?
Como eu disse acima, particularmente no Brasil houve na cabeça de muitas
pessoas um sentimento de “traição” porque uma empresa brasileira (a
Conectiva) havia sido comprada por uma empresa estrangeira e com isso o
Brasil perdia a única distribuição comercial de origem brasileira que já
existiu. Com isso muitas pessoas simplesmente nem se deram uma chance de
tentar usar as primeiras versões do Mandriva Linux, migrando para outras
distribuições muitas vezes bem diferentes e inferiores em diversos aspectos.

As últimas versões do mandriva Linux têm, aos poucos, obtendo pareceres
favoráveis em muitos artigos e sites e com isso muita gente vem testando
e gostando. O livecd (Mandriva One) favoreceu bastante o teste por novos
usuários de linux e mesmo usuários experientes de outras distribuições.
Acredito que a popularidade do ML aumentará, embora ainda ache que
aumenta de forma ainda lenta por falta de marketing da empresa.

> Qual a sua opinião – daquela época e de agora – acerca da compra da
> Conectiva pela Mandriva?
Eu acho que a distribuição está muito boa e madura e que, para antigos
usuários do Mandrake Linux e do Conectiva Linux houve ganhos
significativos de qualidade e funcionalidade da distribuição, embora
ache que a presença da atual Mandriva Conectiva no Brasil no mercado de
treinamento pelo menos tenha caído em relação aos tempos da Conectiva.

> Quais as caracteristicas da Mandriva q a tornam uma grande distro?
Na minha opinião é tecnicamente a melhor distribuição para uso em
desktops e consegue unir facilidade com flexibilidade e poder, servindo
tanto para usuários iniciantes quanto para usuários experientes e mesmo
em servidores.

Consegue ter um instalador tradicional amigável e completo, uma versão
livecd com opção de mais de um ambiente gráfico e instalador
simplificado, um “painel de controle” muito completo e realmente
integrado (o MCC), repositórios com grande número de pacotes, um bom
desempenho, uma frequência adequada de distribuições e bom balanço entre
inovação e estabilidade.

> Qual a sua opinião acerca do compromisso da Mandriva com o software livre?
Até agora, apesar de ser uma distribuição comercial, a empresa Mandriva
nada fez de mal contra a ideologia do software livre e sempre respeitou
esses princípios. Não há mal nenhum em oferecer produtos ou serviços não
gratuitos. Mal é fazer acordos que prejudicam o linux ou o software
livre em geral ou não respeitar as licenças livres e ela nunca fez isso.

A Mandriva, pelo contrário, apóia direta ou indiretamente vários
projetos de softwares livres importantes, como posso citar de cabeça o
K3b e o KDE e, se não faz mais é por limitações econômicas e de pressoal
da empresa.

> Na tua opinião o q se pode melhorar na Mandriva?
O marketing, a presença da empresa, pelo menos nos países onde tem maior
número de usuários, a disponibilidade de manuais mais completos e
traduzidos nas várias línguas (isso era uma coisa boa do Conectiva Linux
que não foi mantida) e o relacionamento com as comunidades de usuários.

> O q existe em outras distros q se pode acrescentar a Mandriva?
Como é o bom de qualquer software livre, acho que toda distribuição deve
aproveitar as boas idéias de outras e acho que muita coisa já tem sido
adotada, como o pulseaudio p.ex.

Acho que seria interessante o mandriva linux suportar completamente os
delta rpms (pacotes com atualizações diferenciais), ter um sistema de
geração de remasterizações mais fácil e assim permitir que usuários
leigos criem suas próprias remasterizações e distribuir spins
(http://spins.fedoraunity.org/) como o Fedora.

> Concluindo… Pq Mandriva?
Porque é sem dúvida a distribuição que tem o melhor balanço entre
facilidade, praticidade, qualidade e flexibilidade.

Claro que sempre há pessoas que podem escolher outras distribuições
porque dão ênfase excessiva a um fatou ou outro, mas acho que deveriam
pelo menos tentar usar o Mandriva Linux de verdade, dando tempo para
aprender as diferenças e peculiaridades e não desistir logo por
preconceitos. As críticas pelo menos seriam baseadas em preferências
pessoais ou critérios técnicos, não em idéias preconcebidas.

> Existe algo mais q vc queira acrescentar?
Obrigado pela oportunidade da entrevista e gostaria de desejar que as
nossas comunidades de usuários aumentem cada vez mais e tenhamos um
Mandriva linux cada vez melhor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s