Outono Despedaçado

Gosto de escrever letras,todos sabem,essa foi feita ontem,reflete bem meu estado de humor…………dia legal hoje,mas tenho aula 7:40 da manha,puxa e moro no outro lado da cidade……….3 letras,todas escritas nessa semana,todas tem um significado……..não o mais óbvio,acredito em vidas construidas  juntas mesmo com tanta adversidade….eduardo e monica é um exemplo….

 

 

Outono despedaçado

 

As flores caindo dos apartamentos

A vontade desenfreada de gritar

Os dedos segurando o carro pra não virar

Uma sensação esquisita

De olhar

O meu corpo indo embora quando eu durmo

 

Estranho mesmo é eu ainda

Espero você voltar

Não entendo dias que chove e faz sol ao mesmo tempo

Água e ar não combinam mesmo

Escorpião e aquário

O sistema operacional demorando pra entrar

 

A bandeira do grêmio em cima da casa

Os versos

Quando eu vejo a noite cair

Me vem você imediatamente

 

E eu começo a correr

De tudo

De todos

Uma sensação impossível de explicar

 

A tupy silveira

A rodrigues lima

Tudo parece não ter mais sentido

 

 

As poesias caindo da janela

Como tiros certeiros no teu coração

Oh oh oh não sinto mais meu peito

Na escuridão

Ou no poder

Você descobre uma pessoa

Quando cai a mascara

Não fica mais nada

 

Homem aranha sobe alto do chão

Percebo agora uma tristeza singular

Daquelas

Que você so senti

Quando esta sozinho

Completamente

 

 

 

 e-brigo@voce comigo.tambem

 

A volta que a vida da as vezes

Supreendente

Ainda bem que não sentei

Guria você não vai acreditar

 

Parece as curvas pra ir pra santa maria

Uma historia

Que não chegou a decolar

O café me acordou

Noite adentro quase sem dormir

 

O ar me deixou rarefeito

Antena que pega qualquer coisa

 

Se tivesse vivido

Mais intensamente

Que qualquer ano

Impossível dizer oque quero falar

Sua versão e patética

 

To fora

Das disciplinas que vai cursar nesse semestre

Sem brigas

Sem adeus

Viver assim esses dias foi complicado

Nem sempre manteiga e pão e uma combinação ideal

 

Entendo que nada entendo

Um dia

Quando olhar pra trás

Talvez veja uma verdade oculta

 

 

 

 Talvez

 

Talvez eu escreva um poema

Pra ti

Mas não sai mais nada

Hoje eu digo pro mundo

Você me inibiu

 

Um problema que tinha solução

Caiu

Vejo você vindo na rua

Troco de calçada

Sumo

 

Mas não te ligo mais

Não te respiro mais

Somente nas luas ainda percebo

Tolerante com as diferenças, fiquei cego.

 

Jardineiro agora não regar

Advogado agora não sabe acusar

Agricultor agora não sabe plantar

 

Entendo o efeito exato do seu olhar

Você ensaiou tudo que disse

Minha aparição parecia filme amador

Algum detalhe eu perdi

Uma vez vi um amor morrer

Talvez esteja só dormindo

Talvez

Tomara mesmo que não

  

 

Anúncios

2 comentários em “Outono Despedaçado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s